Pelotas
24°C
Seja um(a) Locutor(a)

Participe da Equipe!

Seleção de Locutores

Os arquivos de demonstração de sua voz e locução deverão ser encaminhados em .mp3 ou então digite o endereço de seu portfólio pessoal.

25 ANOS DAS LOBAS : Pelotas realiza seletiva em ano de programação especial no futebol feminino

Por: Henrique König

 

O Esporte Clube Pelotas Lobas realiza na manhã deste domingo (21) uma seletiva para nascidas entre 2001 e 2008 que desejam compor as equipes femininas do clube. Com o grupo adulto quase completo, ainda há espaço para as meninas de até 20 anos. Já as categorias sub-14, sub-16 e sub-18 vão ser muito reforçadas a partir dos testes no Parque Lobão. As interessadas devem preencher e encaminhar uma ficha de cadastro, disponível nas redes sociais das Lobas: Facebook, Instagram ou Twitter.com/lobasecpp.

É uma temporada especial: são os 25 anos do departamento feminino do Esporte Clube Pelotas. As áureo-cerúleas são o time mais antigo em funcionamento no estado, campeãs gaúchas em 2008, bicampeãs sub-15 e campeãs sub-17. O responsável é Marcos Planella, referência na modalidade a nível estadual e nacional. Ele começou os trabalhos na Boca do Lobo no distante 1996.

“Vamos realizar os testes com todos os protocolos de segurança durante a pandemia. Só as menores de 14 anos poderão ter acompanhamento de responsável no Parque. Todas devem portar máscara. A comissão técnica também estará assim. Trabalhamos com higienização dos materiais e respeitando o distanciamento social ao ar livre”, declarou Planella.

O coordenador explicou que a mudança do nome de Pelotas/Phoenix para Pelotas Lobas ocorreu porque a alcunha relacionada ao mascote do Pelotas já era de boa disseminação e conhecimento pelo futebol feminino. “Phoenix é uma marca minha, então havia vinculado ao Pelotas. A alteração do nome é porque já pensavam e associavam o time às Lobas.”

O Pelotas havia parado a categoria adulta em 2016 e vinha trabalhando só com a base. Por que o retorno? “A categoria adulta é o carro-chefe das equipes. Além da simbologia especial pelos 25 anos das Lobas, existe a situação nova: o 3º colocado no Estadual, ou campeão do interior gaúcho, garante vaga na Série A-

2 do Brasileiro”, explicou Marcos. O Pelotas deseja voltar a uma competição nacional. Disputou a Copa do Brasil nos anos de 2008 – quando foi campeão gaúcho – e 2009.

“Uma classificação nacional no adulto também abre o leque para as categorias de base disputarem o Brasileiro. É o nosso desejo. O Brasil de Farroupilha foi campeão do interior e vai jogar a Série A-2 nacional. Reativou o seu departamento por 2017 e conseguiu. Vamos respeitar todos os adversários e tentar a nossa classificação também.”

De acordo com Marcos Planella, o planejamento é para que o Campeonato Gaúcho adulto e o das categorias de base ocorra só no segundo semestre. Ele está otimista que o pior da pandemia possa ter passado, com o aumento da vacinação.

Outra expectativa é em relação à lei de incentivo ao futebol feminino no Rio Grande do Sul. A Assembleia Legislativa do RS já aprovou o projeto e falta sua implementação. Caso ela ocorra, o Estadual ganha verbas e pode ter um calendário mais amplo, com as equipes melhor alojadas para despesas de viagem, alimentação e taxa de arbitragem.

“A lei está aprovada e deve ser regulamentada com uma série de itens, que também priorizem quem já está com departamento ativo, com estrutura mínima para sediar jogos, etc.” Marcos Planella embrionou o projeto de Lei 51/2019, levado à votação pela então deputada Franciane Bayer (PSB). Ele vai incentivar e capacitar um fundo de investimento no futebol feminino do Rio Grande do Sul. É o caminho para profissionalização.

“O projeto é um divisor de águas no futebol feminino e farol para servir de modelo para outros estados replicarem a ideia”, enfatizou Marcos.

Com vários avanços para implementar no Pelotas e na modalidade pelo estado, Marcos Planella traz mais detalhes nas próximas edições do Diário da Manhã.

Fonte da publicação: Diário da Manhã – Pelotas

Deixe um comentário